quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Hugo Barbosa de Souza - ao mestre com carinho!


Ao mestre com carinho!

No mês de Agosto, a canaricultura pelotense e a SCCP (Sociedade Criadores de Canários de Pelotas), perderam um de seus maiores expoentes: Hugo Barbosa de Souza, ou simplesmente, Seu Hugo ou O Velho Hugo, como era carinhosamente conhecido e tratado entre os criadores.

Conheci o seu Hugo ainda no início da minha adolescência. Na verdade, foi o meu primeiro contato de fato com um criador de canário.

Sempre disse que a sensação de um criador estar no Canaril Aquarela (esse era o nome do canaril dele) era de igual forma, para uma criança, estar na Disney, dada a variedade, quantidade e beleza dos seus pássaros.

Toda vez que entrava no canaril dele não sentia vontade de ir embora. O seu Hugo era realmente especial e sempre teve muito boa relação com os jovens. O canaril dele sempre tinha a "gurizada" que caçava passarinho e ia pra lá dar uma força pra ele no canaril. Na verdade, isso tudo era pretexto, a gurizada, assim como eu, tinha verdadeira paixão por estar alí.

Consecutivas vezes chegava à casa dele de manhã cedinho e só saía perto da hora do almoço. Ir embora como? Era quase impossível...Sempre havia um bom papo, uma boa história. Aprendia-se o tempo todo, acompanhado de um bom chimarrão.

Seu Hugo era vendedor viajante. O que hoje se chama de representante comercial. Já o conheci aposentado. Ele dispunha de todo tempo para dedicar-se a sua maior paixão: criar canários com fator vermelho e receber os amigos para falar de canário.

Tudo na criação dele era diferenciado. Até hoje relembro a propaganda do canaril dele nas revistinhas da SCCP. Tinha um trecho que dizia, mais ou menos assim: "Canários com fator em todas as cores clássicas". Achava uma sacada genial e continuo achando...

Uma festa, para mim, em particular, eram aqueles dias, próximos das exposições em que ele levava para fora do canaril suas gaiolas de "5 bocas" cheias de filhotinhos para tomarem banho e sol. Alí, se percebia o carinho do seu Hugo com seus canários.

Nas exposições, os preços dos seus canários eram diferenciados também. Geralmente bem acima da média dos outros criadores, mas, a qualidade dos seu canários, assim também eram. Observava a reação dos visitantes frente aos seus pássaros: evidente admiração.

Seu Hugo tinha aquele tipo "bonachão", bem humorado, alegre, contagiante; por vezes, de temperamento forte, mas com aquela alegria que ninguém o queria mal. Impossível não gostar do Velho Hugo. Impossível também era vencê-lo nos concursos. Sei que muitos criadores norteavam seus plantéis na intensão de superá-lo. Poucos foram aqueles que tiveram esse mérito.

Uma de suas características era de tratar a todos com igualdade. Do iniciante ao criador conhecido, dispensava a mesma atenção.

Ele era imbatível na teoria e na prática. Fazer uma pergunta pra ele era ter a resposta de imediato. Tanto importava a área de interesse: genética, reprodução, manejo. Ele era bom em tudo! Isso não é exagero. Quem o conheceu sabe do que estou dizendo.

Foi Campeão Geral das Exposiçãoes inúmeras vezes. Muitas vezes Campeão Estadual do RS e também teve muitos canários premiados no Campeonato Brasileiro.

Conhecido em todos os cantos do país e fora também, seu Hugo teve todas as conquistas a que lutou. Um vencedor por excelência. Não obstante isso, era dono de uma simplicidade sem igual.

A SCCP (Soceidade Criadores de Canários de Pelotas), deve muito a ele. E, apesar de ter sido presidente da SCCP apenas por um ano (isso foi no início da década de 80), trabalhou arduamente pela nossa sociedade e participou de todas principais conquistas. Infelizmente, não pôde ver erguida a tão sonhada sede própria. Mas o sonho permanece vivo.

Seu Hugo nos deixou aos 80 anos, sendo mais da metade de sua vida, dedicada a criação de canários. Sem dúvida, sua ausência será por todos sempre muito sentida. Mas, a renovação é necessária em todos os segmentos. Os que ficam, cabe a mesma motivação que Seu Hugo sempre teve: elevar o gosto pela canaricultura e a busca insessante pelo aprimoramento genético.

...
Hugo Barbosa de Souza, "Mestre dos Mestres", nos deixastes fisicamente, mas deixaste também um sem número de propósitos e ensinamentos.

Descanse em Paz!
Um grande abraço do seu amigo Jonner!




Seu Hugo era aquele tipo de pessoa extremamente carismática

Um comentário: